LEBLON (21) 2422-2830 | 3215-3299 | 98444-5714 (WhatsApp) | BARRA (21) 2484-2484 | 99569-6099 (WhatsApp) contato@drafernandapedrosa.com

      Adaptógeno é a denominação dada a nutrientes presentes em ervas capazes de modular os níveis de cortisol no nosso organismo, fornecendo suporte à glândula adrenal em indivíduos expostos cronicamente a situações estressoras. Atuam de modo a ajudar o organismo a lutar contra os efeitos nocivos que o estresse tem sobre o corpo, reequilibrando hormônios e neurotransmissores, resultando em uma proteção significativa contra o estresse e seus efeitos deletérios. Estudos mostram isso leva a um melhor desempenho físico e mental, redução da incidência de doenças crônicas e aumento da longevidade.

      Ashwagandha, bacopa, cordyceps, e manjericão sagrado, cada um por diferentes mecanismos, ajudam o corpo a se adaptar e se proteger contra o estresse crônico.

      Vamos conhecê-los?

      🌿 Ashwagandha – melhora a força e resistência:

      AshwagandhaAshwagandha (somnifera) tem sido usado há milênios como uma erva adaptógena no Sistema Ayurvédico Indiano de Medicina. Nesse sistema, ele é considerado um Rasayana, ou tônico, que pode melhorar a resistência e resistência, promover a longevidade, melhorar a imunidade, e melhorar a fertilidade.

      Em estudos com animais, o extrato da raiz de ashwagandha foi usada para melhorar as medidas da função imunológica e aumentar a resistência. Também tem sido mostrado na prevenção de úlceras gástricas induzidas por stress, reduzir a resposta inflamatória a proteínas estranhas, e melhorar o peso corporal perdido como resultado de estresse.

      Estudos recentes em seres humanos confirmaram a capacidade adaptógena de ashwagandha para melhorar a resposta do organismo ao estresse, particularmente crônica na área de atividade física.

      O exercício moderado tem vários benefícios para a saúde, mas também induz lesão de danos às células musculares e inflamação. Há um papel importante, portanto, para adaptógenos tais como ashwagandha na mitigação estresse induzido pelo exercício.

      Os moradores que vivem no alto do Himalaia têm usado adaptógenos durante séculos para melhorar a sua resistência aos efeitos da privação de oxigênio e para aumentar a sua resistência para tarefas extenuantes. Agora, a pesquisa moderna oferece evidências sólidas de que ashwagandha ajuda a melhorar a resposta do corpo ao exercício estressante e resistência aos treinamentos.

      Em um estudo, os adultos saudáveis atléticos que tomaram ashwagandha (300 mg duas vezes ao dia) experimentaram um aumento de 2 vezes no seu consumo de oxigênio após 12 semanas, em comparação com placebos. Aumento de oxigênio é um indicador da melhoria da resistência cardiorrespiratória. Os indivíduos suplementados também experimentaram uma melhoria significativa na qualidade de vida pontuação, em comparação com o grupo placebo.

      Um segundo estudo confirmou e estendeu estes resultados. Indivíduos que tomaram extrato de raiz de ashwagandha (300 mg duas vezes ao dia) mostraram melhoras notáveis na força muscular em comparação com aqueles que receberam placebo.

      Mais revelador das propriedades de adaptação do ashwagandha foram os achados bioquímicos. Em comparação com os que receberam placebo, homens que tomam ashwagandha experimentaram uma maior redução da lesão muscular induzida pelo exercício, maior diminuição da percentagem de gordura corporal e um aumento enorme de 4,3 vezes nos níveis de testosterona.

      Estes estudos são uma poderosa demonstração da capacidade da ashwagandha para aliviar os efeitos fisiológicos do estresse físico.

      🌿 Bacopa – melhora o desempenho cognitivo:

      BacopaBacopa monnieri (também chamado de Brahmi, ou hissopo água) é uma erva nativa da Ásia do Sul. Ela tem uma história longa na medicina ayurvédica para utilização no tratamento de disfunção cognitiva e nervosismo, ambos os quais estão estreitamente relacionados com estresse. Os primeiros estudos foram validados seus efeitos adaptogênicos em modelos animais, e estudos em seres humanos recentes demonstraram a sua prática impacto em pessoas que sofrem de estresse crônico.

      Por exemplo, um estudo mostrou que quando os ratos foram submetidos a um estresse agudo ou crônico eles experimentaram um desequilíbrio em seus níveis de cortisol no sangue e dos níveis de “luta ou fuga” neurotransmissores no cérebro. O tratamento com extratos bacopa ajudou a normalizar estas mudanças induzidas pelo estresse, confirmando a sua capacidade adaptogênica. Bacopa também foi usado para ajudar a proteger contra os efeitos depressivos do estresse crônico, ajudar a prevenir a degeneração cerebral que surge de estresse crônico e ajudar a combater os efeitos nocivos do estresse oxidativo que podem ser causados por estresse emocional e físico.

      Outro estudo mostrou que bacopa pode fornecer efeitos protetores contra multitarefa, uma atividade inerentemente estressante que pode causar deterioração no desempenho cognitivo. Neste estudo humano, extractos bacopa melhorou o desempenho cognitivo e humor em uma média de 1 a 2 horas.

      Juntos, estes resultados demonstram que bacopa tem poderosos efeitos adaptogênicos, tanto na sua capacidade de regular os níveis de cortisol durante o estresse e na sua capacidade de melhorar o desempenho cognitivo em aqueles que enfrentam o estresse crônico.

      🌿 Cordyceps – melhora a função imune:

      CordycepsCordyceps é um cogumelo medicinal versátil que tem sido usado como um promotor e adaptógeno saúde durante séculos. É notável por ter sido demonstrado a sua capacidade de combater o estresse oxidativo e inflamação, e extratos de fungos de Cordyceps para ajudar a melhorar a função imunológica em animais que enfrentam estresse.

      Isso é fundamental, uma vez que a função imunológica diminuída é uma das consequências primárias do estresse crônico, e foi mostrado para deixar-nos em grande risco tanto para o câncer quanto para a infecção viral grave.

      Outro efeito comum de estresse crônico é a depressão. Cordycepin, o principal componente bioativo dos cordyceps, tem demonstrado que têm efeitos do tipo antidepressivo em camundongos submetidos a estresse crônico. Antes do tratamento com cordycepin, o estresse crônico induzia depressão e ansiedade, redução dos níveis de fator neurotrópico derivado do cérebro (BDNF), um fator de crescimento para as células do cérebro, e diminuição da serotonina e da dopamina no cérebro. Mas quando os animais receberam um suplemento cordycepin, seus comportamentos normalizados, assim como todos os neurotransmissores desequilibradas e marcadores elevados de stress. Os baixos níveis de BDNF também aumentou significativamente, especialmente no hipocampo, centro de memória / cognição do cérebro.

      Estes resultados demonstram que Cordyceps têm efeitos adaptogênicos com foco na melhoria da função imune, uma característica essencial para qualquer suplemento destinado a proteger o corpo contra os efeitos a longo prazo do estresse.

      🌿 Manjericão – protege contra a ansiedade induzida pelo estresse e depressão:

      ManjericãoManjericão, também conhecido como tulsi, é uma planta aromática que tem sido utilizado por mais de 3.000 anos na medicina ayurvédica. É considerado por muitos especialistas como o adaptógeno preeminente da medicina ayurvédica. Agora, a ciência moderna confirmou capacidade adaptogênica do manjericão para proteger o corpo contra os efeitos do estresse crônico.

      O extrato de folhas da planta contém vários novos compostos que têm sido eficazes para normalizar os níveis de açúcar e de cortisol no sangue, reduzindo marcadores de ruptura do tecido induzida pelo estresse e o crescimento excessivo da glândula adrenal. Ele também fornece uma forte proteção contra o estresse oxidativo e da radiação sobre as células, o que pode afetar muitos aspectos da saúde humana.

      É importante ressaltar que os estudos em animais mostram que manjericão sagrado ajuda o corpo a manter a homeostase do hormônio do estresse cortisol. Ele reequilibra neurotransmissores associados ao humor no cérebro – especificamente que podem produzir sentimentos de desesperança, que é um componente-chave da depressão induzida pelo estresse.

      Estudos em humanos mostram que o manjericão protege contra os efeitos psicológicos do stress. Em um estudo, o extrato de manjericão (500 mg duas vezes por dia) reduziu significativamente a gravidade do transtorno de ansiedade generalizada, estresse e depressão em adultos de meia idade. Ele também melhorou a “vontade de ajustar”, uma importante característica psicológica que ajuda as pessoas a se adaptar às circunstâncias além de seu controle.

      Em um estudo humano, os pesquisadores demonstraram que 300 mg por dia de extrato de folhas de manjericão sagrado produziu uma melhora significativa em muitos parâmetros cognitivos diferentes, incluindo o tempo de reação e taxas de erro nos testes padronizados, bem como em um teste que mede ansiedade.

      Estes achados em conjunto destacam a importância do manjericão como um adaptógeno capaz de controlar a ansiedade e os efeitos depressivos do estresse crônico.