O Envelhecimento Saudável é fruto de prevenção ainda na juventude. Os hábitos adotados quando ainda somos jovens irão determinar uma maior longevidade. Hábitos saudáveis garantem uma vida mais longa e com mais qualidade.

Antes, o envelhecimento era encarado como algo contra o qual nada poderia ser feito, um processo natural e irreparável da vida. Mas há quase 20 anos surgiu nos EUA um movimento médico chamado de medicina preventiva. Essa nova abordagem encarava o envelhecimento de uma outra forma: Anti envelhecer é sinônimo de envelhecer com saúde, mantendo-se a sensação de bem-estar da juventude com a experiência da vida. É prevenir o que pode te levar a adoecer. A longevidade não deve significar um fardo.  A primeira medida é a prevenção de doenças ou de tendências a doenças!

Com o tempo, foram estudados muitos fatores responsáveis pelo processo de envelhecimento e foram estabelecidos cinco pilares básicos do anti envelhecimento:

1) Dieta e Nutrição – Tudo aquilo que comemos exerce influência em quanto tempo viveremos. A baixa ingestão calórica, rica em frutas e legumes, uma alta ingestão de fibras e alimentos com densidade nutricional, vai ajudar a melhorar a saúde e a longevidade.

2) Manejo do Estresse – O estresse crônico resultado do modo de vida moderno e pode afetar a rapidez com que idade vira doença. A química do estresse é semelhante à química do envelhecimento: elevação de cortisol e catecolaminas e redução dos hormônios anabolizantes. O estressado parece um velho nervoso, envelhecido precocemente e cansado.

3) Exercícios físicos – O sedentarismo e a hipoatividade diária são a base de muitas doenças do envelhecimento. O exercício é um santo remédio, prevenindo uma série de doenças que nem se imagina, como a redução de 50% de cânceres em pessoas fisicamente ativas.

4) Suplementação – Hoje, é cada vez mais difícil garantir que aos nossos corpos sejam fornecidos o equilíbrio e as doses corretas de minerais, vitaminas e nutrientes. Mesmo numa dieta equilibrada podem faltar nutrientes devido a métodos de produção ou à origem do alimento. É essencial, portanto, complementar a nossa dieta com suplementos nutricionais.

5) Reposição Hormonal – O que antes era considerado doenças próprias da idade, como osteoartrose, osteoporose, arteriosclerose, descobriu-se que são doenças devidas principalmente à carência hormonal. Após os 35 anos, começa um processo de redução da produção hormonal, diminuindo progressivamente a produção dos hormônios sexuais e anabolizantes. Por isso é fundamental mantê-los em níveis ótimos através da suplementação de hormônios bioidênticos – sempre orientados por um ENDOCRINOLOGISTA, é claro!